COMISSÃO DE ECONOMIA

Aprovado Grupo de Trabalho sobre

importações de leite em pó

Juarez Junior/ALRS

Juarez Junior/ALRS

A Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e Turismo aprovou, nesta quarta-feira (09), a criação de Grupo de Trabalho sobre a importação de leite em pó do Mercosul. A solicitação foi encaminhada pelo deputado Zé Nunes (PT), que promoveu duas audiências públicas sobre os problemas a cadeia produtiva em Lajeado e São Lourenço do Sul. A primeira reunião do grupo está prevista para o dia 29 de agosto, às 15 horas, na Casa da Assembleia Legislativa na 40ª Expointer.

Nos últimos três anos, as empresas gaúchas importaram quase 90 mil toneladas de leite em pó. O aumento das importações, especialmente do Uruguai, está causando sérios prejuízos ao setor, sobretudo às médias e pequenas empresas, cooperativas, produtores e para a economia gaúcha. O fenômeno foi favorecido pela edição de dois decretos estaduais. O primeiro deles (53.059) reduziu a alíquota do ICMS sobre importações de 18% para 12%. O seguinte (53.184), para 4% para as empresas sediadas no RS e que transferem leite em pó para a industrialização em outros estados e que tem vigência até 31 de agosto deste ano.

Calcula-se que desde o ano passado 65 mil toneladas do produto tenham chegado ao estado ao preço de R$ 1,28 em função da desoneração. Os produtores locais acusam a concorrência desleal, já que se a alíquota permanecesse em 18% o custo seria de R$ 1,51 o litro. Para fazer frente ao leite do Uruguai, o produtor gaúcho iria que comercializar a R$ 0,80 o litro.

A falta de apoio governamental e a concorrência imposta pelas importações afastaram pelo menos dez mil famílias da atividade nos últimos anos. Segundo dados da Associação Gaúcha de Laticinistas e Laticínios (AGL), a importação de leite em pó uruguaio pelo Brasil aumentou de 19 mil para 99 mil toneladas de 2015 a 2016. O Rio Grande do Sul é o maior comprador, responsável pela importação de 50 mil toneladas em 2016, 331% a mais do que em 2014. O maior volume foi adquirido pela Conaprole, cooperativa uruguaia de produtores que mantém um depósito no município de Ivoti, seguida pela Nestlé e pela Lactalis.

Texto: Denise Ritter (MTE 5584)

 

 

Publicado em 09/08/2017 às 10:50

Texto: Denise Ritter (MTE 5584)

BANCADA / zenunes

Compartilhar

Deputadas Estaduais

Stela Farias

Líder da Bancada

Stela Farias

Miriam Marroni

Vice-líder Partidária

Miriam Marroni

 

Deputados Estaduais

Edegar Pretto

Presidente da Assembleia Legislativa

Edegar Pretto

Luiz Fernando Mainardi

Vice-líder da Bancada

Luiz Fernando Mainardi

Tarcísio Zimmermann

Líder Partidário

Tarcísio Zimmermann

Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101/506 - Porto Alegre-RS - Fones: (51)3210-2913 (Bancada) e (51)3210-1123 (Imprensa)
ptsul@ptsul.com.br

Projetado, desenvolvido e mantido pela coordenadoria da Bancada do PT/AL-RS

Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Adaptada